sábado, 26 de abril de 2008

1995-1996 Grêmio (Home, Away, Third e Fourth)

Em 1991 o Grêmio foi rebaixado para a segunda divisão do futebol brasileiro, em 1993 voltou a elite e começou a dar inicio a um dos períodos mais vitoriosos do clube, a chamada "era Felipão".

Já em 1993 foi campeão gaucho, em 1994 campeão da Copa do Brasil, o que deu a vaga para a disputa da Libertadores de 1995, que é o foco principal desse meu post, depois venceu também o gauchão, brasileiro e a recopa sul-americana em 1996 e novamente a Copa do Brasil em 1997.


Essa libertadores contou com 21 equipes, e o Grêmio estava no Grupo 4, junto com Emelec, El Nacional (ambos do Equador) e o super Palmeiras da parmalat.

Além de se enfrentarem 2 vezes na fase de grupos, Grêmio e Palmeiras também se enfrentaram nas quartas de finais, em dois jogos inesqueciveis até mesmo pra quem não torcia pra nenhum dos dois times, o que é o meu caso.


No primeiro jogo, o Grêmio goleou por 5x0 no Olimpico, em um jogo marcado por brigas dentro e fora de campo, Rivaldo foi expulso aos 17 minutos do primeiro tempo. Jardel marcou 3 vezes, e a diretoria gremista pretendia na época, comprar o passe do atacante usando a renda desse jogo, onde na época os valores variavam de R$15,00 a 50,00, ou seja, metade do salário minimo da época.

Na época, Jardel ainda pertencia ao Vasco, e foram feitas algumas promoções para incentivar o público a lotar o Olímpico, foram dados brindes na compra de ingressos, entre eles, uma camiseta com a escrita ``o leite vai azedar de novo", ironizando a Parmalat , patrocinadora do Palmeiras, e a desclassificação do time pelo Grêmio na Copa do brasil. Além disso, foram sorteados três carros no intervalo do jogo.

Com esse resultado, o Palmeiras precisa devolver a goleada para passar as semi finais, e isso quase que aconteceu. Num outro jogo expetacular, como pode ver nesse trecho da matéria da Folha de São Paulo do dia seguinte


"...para tentar o ``milagre" _expressão dos jogadores palmeirenses_, a diretoria do clube usou recursos especiais. Escalou oito gandulas para apressar a reposição de bola. Três ficaram atrás do gol do Grêmio, dois em cada lateral. Os gandulas, além disso, moviam-se acompanhando o lance.O Palmeiras iniciou o jogo tentando intimidar os jogadores do Grêmio. Aos 10s, o volante Mancuso atingiu o gremista Adílson sem bola. O juiz não deu falta.A 1min, 2min, 6min, 6min30 e 7min, palmeirenses fizeram faltas.Na cobrança da última infração, cometida por Antônio Carlos, quase na linha de fundo da defesa, o Grêmio marcou. O lateral Arce cobrou e o centroavante Jardel marcou com a barriga.Com o gol, o Palmeiras passou a mostrar nervosismo. O técnico Carlos Alberto Silva berrava a todo momento, corrigindo a colocação dos jogadores.O Palmeiras só chegou ao primeiro gol graças a um erro da arbitragem. Alex Alves tocou para Cafu, em impedimento. Ele disputou a bola com dois adversários e tocou na saída do goleiro Murilo _que jogou com uma contusão na mão esquerda.O empate fez o Palmeiras crescer. Aos 39min, Alex Alves invadiu a área pela direita e tocou para Amaral. O volante cortou um adversário e fez 2 a 1.No segundo tempo, Antônio Carlos e Mancuso continuaram a jogar com violência. Aos 6min, no meio-campo, o zagueiro chutou o meia Arílson, que teve de ser atendido fora de campo.Aos 12min, Alex Alves invadiu a área e tocou para Paulo Isidoro no meio. Com um toque, ele desviou a bola de Murilo: 3 x 1.Aos 22min, Antônio Carlos entrou na área e foi derrubado por Arce, perdeu o equilíbrio e caiu. O juiz marcou pênalti. Mancuso bateu e fez 4 x 1.Aos 39min, Cafu foi lançado na direita e chutou no meio das pernas do goleiro Murilo. O Palmeiras atacou ainda mais, mas não fez o sexto gol..."

Depois disso, eliminou o Emelec, nas semi finais e pegou o Atlético Nacional, da Colômbia nas finais, que contava com o goleiro Higuita e o centroavante Aristizábal.

No jogo de ida, no Olímpico, 3 x 1 para o Grêmio e na volta, na Colômbia, empate em 1 x 1.

O Grêmio foi o também primeiro clube do sul do Brasil a conquistar uma Tríplice Coroa. Em 1996 o Grêmio venceu o Campeonato Gaúcho, Recopa Sul-Americana e Campeonato Brasileiro.




HOME

Esse poster foi lançado pela Placar na época para vários clubes campeões de 1995. Foto tirada no vestiário, logo após o jogo.

Nessa época, essa camisa home feita pela Penalty foi a mais vendida no mundo, vendendo quase meio milhão de camisas, batendo o Barcelona que vendera 368 mil. HOME2
Esse uniforme foi usado na disputa da Toyota Cup, em Toquio, em dezembro de 1995. Acabou perdendo para o Ajax da Holanda nos pênaltis após 0x0 no tempo normal. Camisa sem patrocionio, o que na época era exigência da competição.


O interessante nessa away é o patrocionio meio torto acompanhando as listras.
AWAY


THIRDCamisa que não deu muita sorte ao time, não ganhou nenhum jogo vestindo essa camisa.
FOURTH

2 comentários:

Luiz Felipe De Nardi Goulart disse...

Parabéns pela reportagem. Não conhecia seu blog.

Muito bom.

Abraço

Junior disse...

Obrigado Luiz