segunda-feira, 4 de agosto de 2008

1990-1991 Estrela Vermelha (Home e Away)

O Estrela Vermelha foi o último campeão do Campeonato Iugoslavo de Futebol, antes da dissolução do país (temporada 1990/91), assim como o primeiro campeão do campeonato na nova Iugoslávia (1991/92). Anos depois, foi também o último campeão do Campeonato Servio-Montenegrino antes da separação das Repúblicas (temporada 2005/06) - ano em que fez a dobradinha vencendo a Copa da Sérvia e Montenegro - e o primeiro campeão do recém-criado Campeonato Sérvio (2006/07), fazendo outra dobradinha, conquistando também a Copa da Sérvia.

Seu período áureo foi em 1991, ano em que conquistou tanto o Campeonato Iugoslavo quanto a Liga dos Campeões da UEFA e a Copa Intercontinental em Tóquio. A equipe era a base da seleção de seu país, considerada a melhor de sua história.

A final européia foi conquistada em Bari, na Itália, no dia 29 de maio de 1991. O adversário foi o temível Olympique de Marselha. O herói da partida foi o goleiro Stojanovic, que segurou o placar de 0 a 0 nos 120 minutos e garantiu a vitória nos pênaltis. Esta vitória classificou o time para a final do Mundial em Tóquio, no dia 8 de dezembro, contra o Colo Colo do Chile. E a vitória veio mesmo com 10 homens em campo (o capitão e principal jogador, Dejan Savićević, recebeu cartão vermelho nos primeiros segundos de jogo), com um placar de 3 a 0. Dois gols foram marcados por Vladimir Jugović. Além dos citados, o time contava na época com jogadores como Siniša Mihajlović, Darko Pančev e Robert Prosinečki, além do técnico Ljupko Petrović.

Nessa temporada a Copa dos Campeões já podia contar com os clubes ingleses, menos o Liverpool que ainda tinha um ano de punição a cumprir.

HOMEAWAY


Reparem na confusão da Puma, que as vezes o puma esta pulando pra esquerda, outras pra direita...

3 comentários:

Caíque Lacerda disse...

fala cara me linka ai,ja te linkei

worldkits.blogspot.com

valeu

caio disse...

Tô vendo que conseguiste encontrar o uniforme away deles, hehe

curiosidade: o sérvio Dragan Stojković já era atleta do Olympique nessa final. Teria sido um dos escolhidos para bater pênalti, mas se recusou a fazê-lo contra o ex-clube. Depois da derrota, os dirigentes o emprestaram-no imediatamente ao Verona por uma temporada. Recuperou-se de alguma forma ao participar da conquista do Olympique, que viria finalmente em 1993. Pus no artigo na wiki...

outra estrela da equipe: o romeno (de origem sérvia) Miodrag Belodedici.

La Caldera del Diablo disse...

Muy buen blog, te interesaría cambiar links?
¿Para cuando un reporte de las camisetas de Independiente?
Un abrazo

Emiliano
La Caldera del Diablo
www.lacalderadeldiablo.blogspot.com