sábado, 21 de junho de 2008

2008 EUROCOPA - Quartas de Finais - Holanda x Rússia

A Seleção Neerlandesa de Futebol (em neerlandês: Nederlands voetbalelftal), comumente (mas impropriamente) denominada a "Seleção Holandesa de Futebol", representa os Países Baixos nas competições de futebol da FIFA.
A Seleção Neerlandesa nasceu em 21 de Agosto de 1900, em Amsterdã. Em 1908, se filiou à FIFA, conhecida por seus torcedores como Oranje, em função de seu uniforme laranja, é uma das melhores seleções européias, tendo conquistado a Eurocopa em 1988 e chegado a duas finais de Copas do Mundo, perdendo ambas (1974 e 1978).
Além disto, foi campeã do torneio de futebol das Olimpíadas de 1968 e 1972.Os Países Baixos participaram de sua primeira Copa do Mundo em 1934, e depois de retornar em 1938, desapareceu do mundo do futebol. Voltaram nos anos 70 com a invenção do Futebol total. Teve como pioneiro o clube Ajax Amsterdam. Tendo os craques Ruud Krol, Rob Rensenbrink, Johnny Rep, Johan Neeskens e os gêmeos René e Willy van de Kerkhof, liderados pelo gênio criativo de Johan Cruijff, os neerlandeses foram longe, chegando a duas finais de Copa do Mundo na década de 70. O time tornou-se uma potência desde então, ganhando a Eurocopa de 1988, na grande equipe de Ruud Gullit, Marco van Basten e Frank Rijkaard. A grande equipe decepcionaria no retorno às Copas, no mundial de 1990, despedindo-se nas oitavas-de-final e sem ter apresentado futebol empolgante. Uma nova safra faria bonito nos dois mundiais seguintes, com Dennis Bergkamp e outros gêmeos, Frank e Ronald de Boer.Embora Portugal tivesse recrutado jogadores de suas então colônias africanas já nos anos 60, ainda assim a seleção neerlandesa foi uma das primeiras seleções européias a recrutar negros em sua equipe, que por muito tempo ficou marcada por problemas de racismo. A maioria dos neerlandeses negros nasceu ou tem suas origens no Suriname, a antiga Guiana Neerlandesa, caso dos próprios Gullit e Rijkaard, além de Patrick Kluivert, Michael Reiziger, Winston Bogarde, Ryan Babel e Hedwiges Maduro (nascidos nos Países Baixos); e Aron Winter, Ulrich van Gobbel, Edgar Davids, Clarence Seedorf e Jimmy Floyd Hasselbaink (nascidos no Suriname). Outra ex-colônia que "contribuiu" com a seleção neerlandesa foi a Indonésia, de onde vêm as raízes de Giovanni van Bronckhorst e Denny Landzaat.Nos Jogos Olímpicos obtiveram três medalhas de bronze em 1908, 1912 e 1920.

A Seleção Russa de Futebol representa a Rússia nas competições de futebol da FIFA.Surgiu após a dissolução da Seleção da CEI, criada apenas para disputar a Eurocopa de 1992, para a qual a seleção da URSS, extinta juntamente com o país no ano anterior, já estava classificada.
Entretanto, vários jogadores não-russos cujos países conquistaram a independência preferiram adotar a Rússia como país e seleção. Na Copa do Mundo de 1994, o primeiro torneio oficial disputado como Rússia, figuraram nada menos que 9 jogadores estrangeiros no time: os ucranianos Yuriy Nykyforov, Vladyslav Ternavs'kyi, Illya Tsymbalar', Viktor Onopko e Serhiy Yuran; o bielorrusso Syarhey Horlukovich (o único, ao lado do russo Aleksandr Borodyuk, a ter disputado Copas pela URSS e pela Rússia); Andrey Pyatnitskiy (nascido no Uzbequistão); o georgiano Omari Tetradze; e o estoniano Valeri Karpin. Além deles, figurantes de minorias étnicas na Rússia, como Oleg Salenko (russo de etnia ucraniana) e Stanislav Cherchesov (osseta).Na Copa do Mundo de 2002, a história se repetiu: Nykyforov e Onopko tiveram a companhia de outro compatriota, Serhiy Semak; Karpin e Cherchesov foram novamente convocados; e outra minoria étnica, os tártaros, foram representados por Ruslan Niğmätullin e Marat İzmailev.Desde o colapso do comunismo, os russos não conseguem obter os mesmos resultados da antiga URSS no futebol: foram eliminados na primeira fase nas duas Copas e Eurocopas que disputaram (1994 e 2002; 1996 e 2004, respectivamente) e não se classificaram para nenhuma Olimpíada. Agora, sob o comando do técnico holandês Guus Hiddink, criou-se um otimismo entre a torcida russa, especialmente depois da classificação dramática para a Eurocopa de 2008.

Além do título de 1988, a Holanda ainda possui 3 terceiros lugares (1976, 1992 e 2000) e um quarto lugar (2004), enquanto a Seleção russa, ainda como União Soviética, ganhou a primeira EURO , em 1960, além de 3 terceiros lugares (1964, 1972 e 1988) e um quarto em 1968.
Essas duas seleções decidiram a EURO 88, na Alemanha, e foi o último resultado expressivo da antiga URSS.

Nessa EURO, a sensação Holanda venceu seus três jogos mostrando o melhor futebol da competição enquanto a surpreendente Rússia, de Guus Hiddink, apesar de ter começado a competição sendo goleada pela Espanha (4x1), venceu seus dois seguintes jogos contra a Grécia por 1x0 e a Suécia por 2x0, em sua melhor exibição.

HOME



Tentei traduzir essa frase, na camisa da holanda mas não consegui, se alguém souber me avisem que atualizo o post.

WILHELMUS VAN NASSOUWE, BEN IK VAN DUITSEN BLOED,DEN VADERLAND GLTROUWE BLUF IK TOT IN DEN DOOD

HOME2
Esses Kits da Holanda a Nike caprichou, finalmente algum kit da Nike que enche os olhos, e não essas coisas que vem sendo feitas pela empresa americana nos ultimos tempos... Com certeza é uma camisa que entrará para a minha coleção em breve !!!
AWAY


HOME

Essas camisas Russas também não ficam muito atraz não, bem elegantes e charmosas, com essas faixas no peito. Mais um ponto pra Nike.
AWAY


Sou assumidamente um fã da seleção holandesa, e nessa EURO estão fazendo jus a fama de bom futebol, mas é difícil pra mim não ter um pézinho na torcida pela Rússia, pois quando eles estão perfilados e começa aquele hino russo, é fantástico. Lembro que na Copa de 90, falavam que seriam a última vez que ouviriamos esse maravilhoso hino, ainda bem que não foi bem assim que aconteceu !!!

5 comentários:

caio disse...

hahahahaha! esse detalhe dos holandeses negros, com origem nas colônias, eu que pus! o texto da seleção russa tmb é meu....

Realmente, o kit principal da Holanda é o melhor feito pela Nike em 7 anos. O último que me agradou foi o da Euro 2000 (o mesmo design simples demais que ela fez pra Seleção Brasileira caiu bem neles). Seria o melhor, atrás só daquele imbatível da Copa de 98, se as meias não fossem claras. Não curti tanto o segundo; aquele belíssimo usado na Copa de 2006 não deveria ter sido trocado...

O principal da Rússia tmb é mto bom, o melhor que a Nike já fez pra eles. Só não me satisfez totalmente porque, como ja falei, n gosto da moda de uma só cor às equipes (e os russos já faziam isso em 2000...). Ficaria perfeito de verdade se no principal seguisse-se a bandeira, com calças azuis e meias vermelhas, como na Copa de 94. Já o segundo achei até inferior, pois n acho que camisa vermelha caia bem neles; que fizessem uma camisa mais "russa", azul, e menos "soviética"...

Bruno disse...

A Holanda nunca sossega com as meias... mas sempre aparecem com uns kits diferentes sem descaracterizar a tradição. Jah a Russia ultimamente tem feito uns kits muito parecidos com os dos EUA (tem dedo da nike nisso, eu acho). Ainda bem que pararam de usar o azul e voltaram com o vermelho, agora soh falta tirar os detalhes azuis e ficar soh vermelho e branco de novo, ia ficar bem mais legal.

Stephano disse...

a frase que aparece na parte de "dentro" da gola da camisa da Holanda é a primeira estrofe do hino nacional deles, que em português fica assim:

Guilherme de Nassau,
Eu sou, de sangue neerlandês
Leal à pátria-mãe
Serei até morrer.

a propósito, esse blog é excelente, todo dia venho aqui ver alguma novidade. acho uma grande idéia não só postar os uniformes dos clubes e das seleções, mas também suas histórias e curiosidades, continue assim.

abraços

Anderson disse...

Cara... A ordem do uniformes da Rússia aí tão ao contrário... O branco é o HOME e o vermelho é o AWAY!!!

Mas sobre os uniformes holandeses, sem dúvida... Desde a Copa de 2002 acho que eles tão mais bem vestidos que o resto da galera de NIKE!!! Só perde mesmo pros uniformes perfeitos da ADIDAS de uns anos atrás (Copa de 2006, por exemplo)...

Anônimo disse...

essa frase na camisa da holanda seria a primeira estofe do hino da holanda